Aheneah - New Talent

Votação
ENCERRADA

Aheneah

22 anos

Vila Franca de Xira, Portugal

Artista Plástica

Ana Martins nasceu em Vila Franca de Xira, é designer e tem uma licenciatura em Design Gráfico e Multimédia, pela Escola Superior de Artes e Design, das Caldas da Rainha.

Gosta de dizer que é uma designer gráfica que nasceu a partir de uma combinação improvável. Durante a licenciatura conjugou os seus conhecimentos em design com os ensinamentos transmitidos pelas suas avós sobre bordados. Desde então, o seu trabalho profissional e artístico transformou-se “numa exploração de conexões entre os meios digitais e analógicos, procurando assim desconstruir, descontextualizar e transformar uma técnica tradicional num gráfico moderno”, conetando culturas e gerações.

Desde 2016 que expõe em vários locais, como as galerias Circus Network, no Porto; Wool, na Covilhã; VU, em Lisboa; ou Who Let The Dogs Out, no Porto; ESTAU, em Estarreja; Lola Mullen Lowe, em Lisboa; ou Letters Are What Matters, na sua cidade natal, as Caldas da Rainha.

PUB

O que faria com 10 mil euros?

Tendo como mote para o meu trabalho a preservação do saber ancestral e das técnicas manuais e simultaneamente a sua renovação, que se reflete na produção de peças únicas que requerem milhares de metros de matéria-prima (lã), a sua produção, primazia e sustentabilidade têm-se assumido como preocupações inerentes ao meu processo.

Para poder dar um passo em frente face a estes aspetos, pretendo deslocar-me ao interior norte de Portugal, que apesar de estar esquecido, é o local onde reside o conhecimento das gerações mais antigas. Se ele for aliado a um olhar contemporâneo e progressista, continua a ser a chave para a valorização do património natural e cultural e para a produção consciente dos lanifícios. Aqui, faria uma investigação profunda e documentada de todo o processo de produção e transformação da lã com foco nas necessidades das minhas peças. Desde a composição e consistência do fo à grande variedade de cores/tons conseguida através do tingimento natural.

Numa última fase — e ainda no interior norte de Portugal —, pondo em prática os métodos e resultados obtidos desta investigação, faria uma série de três peças na rua que seriam uma homenagem ao nosso património e a quem preserva estes saberes. Estas peças seriam desenvolvidas de forma comunitária.

Os meus trabalhos

Matriz Lã

Matriz Lã

Instalação de rua, 2018

Uma homenagem especial.

Switch Over

Switch Over

Instalação de rua, 2018

Todos os dias, milhares de jovens passam por esta parede enquanto fazem o trajeto escola-casa. Na maioria das vezes apenas a flutuar nos seus pensamentos.

Swing of Spring

Swing of Spring

Mural, 2018

O “salto da primavera” é uma expressão curiosa.

Sweetdrops #055

Sweetdrops #055

Capa de álbum, 2016

Capa idealizada para a mixtape sweetdrops #055, de Rastronaut.

.

Why Not?

Why Not?

Instalação de rua, 2018

Instação para o Village Underground Lisboa.