HALB - New Talent

HALB

Hugo Barros

22 anos

Amadora

Fotógrafo

Hugo Barros tem 22 anos e nasceu na Amadora. Em 2013, iniciou o seu percurso fotográfico na Casa Pia de Lisboa. Entre 2015 e 2016, foi convidado pela Galeria de Arte María Nieves Martín para integrar as sétima e oitava Exposição Internacional de Arte Contemporânea da Extremadura. Em 2019, participou na "Face Festival 2019", integrou a exposição coletiva "Mostra" - na Galeria CAI em Tomar e participou na Exposição Coletiva de Fotografia I no Museu Municipal de Vila de Rei. Em Julho, fez a sua primeira curta documental, "2610 – Bairro Zambujal". Em 2020, conclui a sua Licenciatura em Fotografia no Instituto Politécnico de Tomar. Já em 2021 participou em vários programas como "Cidade Invisível", da Antena 1, e integrou artigos no P3 e outros.

O que faria com 10 mil euros?

Sinceramente, é uma questão em parte complicada de se responder, pois com este valor temos mil e uma possibilidades de gerir o dinheiro. Uma delas é a tendência de querer gastar logo o dinheiro, mas o meu primeiro pensamento iria para o projeto que pensei durante a pandemia. Trata-se de um evento musical, onde pretendo juntar músicos afrodescendentes de forma a reunir diferentes comunidades e etnias para usufruírem e ouvirem a cultura africana que temos espalhada por Lisboa. Poderia ter o complemento documental, mas para tudo isso este prémio seria bastante importante. Basicamente, com os 10 mil euros, a logística ficaria mais fácil, porque todo o projeto está a ser desenvolvido apenas por uma cabeça, sem qualquer ajuda. Tendo esse valor como financiamento seria um empurrão para o realizar.

Os meus trabalhos

2610

2610

Curta metragem,

Bairro Zambujal

Bairro Zambujal

Curta metragem,

Fora da Web

Fora da Web

Curta metragem,